General Villas Bôas pode entregar comando do Exército

O comandante do Exército brasileiro general Eduardo Villas Bôas, escolheu um nome para substituí-lo nas Forças Armadas. Em 2019, está previsto oficialmente para o general entregar o cargo. No entanto, o sucessor poderá assumir o comando ainda este ano. A doença degenerativa do general compromete suas funções no Exército. 

Villas Bôas foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA), uma doença considerada sem cura e cruel. Na cadeira de rodas e lutando contra efeitos da doença, o general precisa de ajuda para exercer as atividades mais simples.

Sucessor

Em 2019 o general deverá deixar o cargo. Porém, o fato pode acontecer antecipadamente devido doença. Para isto, segundo informações do portal ”Crusoé”, Villas Bôas já tem um nome preferido. O atual-chefe do Estado da Força, general Fernando Azevedo e Silva, poderá se tornar o novo comandante das Forças Armadas.

Azevedo e Silva atuou como presidente da Autoridade Pública Olímpica no governo de Dilma Rousseff. Carioca, ele manteria a atual linha de gestão de Villas Bôas. O sucessor também aparenta manter um diálogo aberto com o público.

 

 

Redatora do Brasil no Ato

Nasceu em 03 de agosto de 1993.

Formada em Gestão Financeira pela Umesp (Universidade Metodista de São Paulo-SP).

Colaboradora no site Blasting News e Blasting Pop

Talita preza pela informação relevante e com qualidade.

 

email: talita.cari@hotmail.com

Telefone: (11) 9 8494 2499

Comentários: 1

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *