Eduardo Bolsonaro acusa PT de estar por trás de vazamentos em celular de Sérgio Moro
Eduardo Bolsonaro acusa PT de estar por trás de vazamentos em celular de Sérgio Moro

Eduardo Bolsonaro acusa PT de tentar descredibilizar Moro

Em uma entrevista concedida à revista Veja, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) acredita que por trás dos vazamentos das conversas entre o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, e os procuradores da Operação Lava Jato, está nada mais nada menos que o Partido dos Trabalhadores (PT). Na publicação divulgada nesta sexta-feira (12), Eduardo disse que querem descredibilizar Sérgio Moro e buscam soltar da cadeia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Eduardo afirmou que houve uma invasão criminosa para tentar interromper e cancelar condenações da Lava Jato. Na concepção do deputado, se Lula for solto haverá um caos e a democracia brasileira ficaria em xeque.

Para ele, Lula não pode ficar livre, para que o crime não seja visto como algo que compense. Em suma, ele ainda ressalta que o petista deveria ir para um presídio comum e repudiou as regalias que o ex-presidente recebe na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

Moro continua

Eduardo Bolsonaro também deixou claro que Moro tem toda a confiança de Jair Bolsonaro. O presidente nunca pensou em demiti-lo. De acordo com ele, foi o ministro que alavancou as esperanças dos brasileiros ao combater veemente a corrupção. “Vai perder as fichas quem apostar na queda de Moro”, declarou. Em suma, Moro copntinua.

Editor e redator do Brasil no Ato

Nasceu em 06 de julho de 1980.

Graduado em Administração de Empresas pela FSA (Fundação Santo André-SP).

Juliano é colaborador do site Blasting News e Blasting Pop e formado em SEO pelo Senac.

 

e-mail: julianocari@hotmail.com

Telefone: (11) 9 7506 4202

Comentários: 0

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *