Maria do Rosário
Deputada Maria do Rosário

Deputadas se desesperam no CCJ e Maria do Rosário cobra indenização de Bolsonaro

Nesta terça-feira, 9 de abril, deputadas da oposição comandadas pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann, estão causando tumulto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Segundo informações do portal “O Antagonista”, o grupo de mulheres tenta atrapalhar a comissão sobre a reforma da Previdência.

A CCJ da Câmara autorizou o deputado Marcelo Freitas (PSL-MG) para ler o parecer sobre a reforma. Entretanto, as esquerdistas presentes mostraram descontentamento. Partidos como o PT, PSOL, PCdoB e PDT, pediram que as mulheres reagissem a fim de obstruir a pauta.

Para começar, Gleisi Hoffmann, pediu palavra na Comissão, mas segundo “O Antagonista”, com o objetivo de atrasar a leitura do parecer da reforma. No entanto, o presidente da Comissão, Felipe Francischini, cortou o microfone de Gleisi e disse que ela não é membro da comissão. Então caberia a ela em seguir o regimento.

Quem também se exaltou foi a deputada Érika Kokay, que aos gritos disse: “Vossa excelência não pode ser sabujo da retirada da aposentadoria.”Além do mais, tentou juntar a reforma da Previdência com o fuzilamento de um veículo no Rio de Janeiro. Kokay disse: “Vocês assassinam pessoas na rua”.

Maria do Rosário se lembrou de indenização de Bolsonaro

A deputada Maria do Rosário também tentou causar tumulto. Rosário disse que Bolsonaro nunca se posicionou a favor da reforma da Previdência. Com isso, ela lembrou do desentendimento que teve anos passados e declarou que Bolsonaro ainda estava devendo danos morais. O valor da indenização seria de R$ 10 mil.

“É um sem palavra, sem ética e sem moral. Até porque, eu posso dizer, ele me deve danos morais. Esse senhor sem moral ofende o povo brasileiro.” Na época, Bolsonaro disse que Rosário não merecia ser estuprada por ser “muito feia”.

 

 

Redatora do Brasil no Ato

Nasceu em 03 de agosto de 1993.

Formada em Gestão Financeira pela Umesp (Universidade Metodista de São Paulo-SP).

Colaboradora no site Blasting News e Blasting Pop

Talita preza pela informação relevante e com qualidade.

 

email: talita.cari@hotmail.com

Telefone: (11) 9 8494 2499

Comentários: 1

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

  1. Esse povo ganha muito pra trabalhar, mas em vez de trabalhar, só atrapalham os que querem trabalhar, é de acabar com a paciência do povo!!! Até quando??