Bolsonaro relata preocupação com vida de Adélio Bispo
Bolsonaro relata preocupação com vida de Adélio Bispo

Bolsonaro teme que Adélio Bispo seja morto

O presidente Jair Bolsonaro falou rapidamente com jornalistas ao sair do Palácio da Alvorada para um evento de inauguração do trecho da Ferrovia Norte-Sul, em Anápolis, Goiás, nesta quarta-feira (31). Segundo o presidente, Adélio Bispo, responsável por ter lhe dado uma facada durante evento de campanha no ano passado em juiz de Fora, corre risco de morrer. Bolsonaro falou que Adélio deveria contar logo tudo o que sabe para não virar queima de arquivo como aconteceu com o prefeito de Santo André, Celso Daniel. O prefeito foi assassinado em janeiro de 2002 e poderia estar sabendo de esquemas fraudulentos envolvendo casos de corrupção.

De acordo com Bolsonaro, a defesa de Adélio o coloca como um louco. Entretanto, ele tem a chance de falar agora. O mandatário brasileiro chegou a dizer que está disposto a falar com o seu agressor ou com algum de seus familiares.

No caso de Celso Daniel, nove pessoas foram mortas. Foi uma verdadeira queima de arquivo. Para Bolsonaro, os responsáveis por esses assassinatos são pessoas ligadas à esquerda.

Editor e redator do Brasil no Ato

Nasceu em 06 de julho de 1980.

Graduado em Administração de Empresas pela FSA (Fundação Santo André-SP).

Juliano é colaborador do site Blasting News e Blasting Pop e formado em SEO pelo Senac.

 

e-mail: julianocari@hotmail.com

Telefone: (11) 9 7506 4202

Comentários: 0

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *