Rodrigo Maia
Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pode ser intermediador de Bolsonaro com ministros do STF

Rodrigo Maia pode estar intermediando aproximação de Toffoli e Mendes com Bolsonaro

Com a decisão recente do Supremo Tribunal Federal em proporcionar que crimes conectados a caixa dois possam ser julgados pela Justiça Eleitoral, grande repercussão tomou conta do país. Contudo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, segundo o site “O Antagonista”, poderia ser um intermediário entre Presidência da República e Poder Judiciário.

Entretanto, a tentativa de aproximação do presidente Jair Bolsonaro e o presidente do Supremo, Dias Toffoli, não tende a ser fácil, já que Gilmar Mendes teria interesse nisso.

Rodrigo Maia pode selar aproximação de Bolsonaro com STF 

Gilmar Mendes e Dias Toffoli teriam interesse em se aproximar do presidente da República. No entanto, Rodrigo Maia poderia se tornar o elo de aproximação. Os dois ministros da Corte supracitados tentam a aproximação. E Rodrigo Maia pode ser o grande intermediário.

Entretanto, como ficaria o pacote anticrime de Sérgio Moro? E a Operação Lava Jato, da Polícia Federal? Resta-nos a confiança de que o presidente não cederá. Bolsonaro não deverá cair no “jogo” dos ministros do STF. A sociedade está totalmente insatisfeita com a Suprema Corte brasileira. Há, inclusive, nova manifestação de alcance nacional programada para o próximo dia 17 de março. Em todo o Brasil para protestar contra o Supremo.

Milhões de brasileiros já demonstram o repúdio a mais uma decisão do STF. Dessa vez, a Justiça Eleitoral estará apta a julgar crimes que antes eram a Justiça Federal. Mas, e os julgamentos já finalizados? A sociedade brasileira não tolera o retrocesso. Contudo, “muita água há que enrolar por debaixo da ponte” ainda.

No Congresso, parlamentares das duas Casas Legislativas se mobilizam. No Senado, a CPI dos Tribunais Superiores já alcançou o número necessário para instalação da comissão. São 28 assinaturas de senadores confirmadas até o momento. A CPI da Lava Toga poderá ser a resposta do Parlamento ao ativismo judicial do Supremo Tribunal Federal.

Diretor de Redação do Brasil no Ato

Nasceu em 11 de julho de 1979.

Graduado em Jornalismo pela Uscs (Universidade Municipal de São Caetano do Sul-SP).

Leandro atua na área da Comunicação Social e é idealizador do site Brasil no Ato.

Realiza trabalhos jornalísticos e de locução para empresas.

Dentre os cursos realizados, destaca-se o curso de Locutor Noticiarista de Televisão, pelo Senac.

Atua com o propósito de implementar um jornalismo sério, independente e com credibilidade.

 

E-mail: leandrocari@hotmail.com

Telefone: (11) 9 8747 0146

Comentários: 1

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

  1. Não há guerra , há sim decisões a serem tomadas em favor do Brasil e do povo brasileiro. Do geito que está essas atividades desses ministros , parece até inimigos da Nação Brasileira.