Renan Calheiros tenta pressionar Moro e é alvo de críticas de internautas
Renan Calheiros tenta pressionar Moro e é alvo de críticas de internautas

Renan Calheiros tenta apertar Moro e é criticado nas redes sociais

O senador emedebista, Renan Calheiros, foi um dos parlamentares que fez perguntas ao ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, nesta quarta-feira (19), em audiência no Senado. Moro foi à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) por vontade própria para se defender sobre críticas que envolviam a divulgação de diálogos entre ele e o procurador Deltan Dallagnol. Renan tentou por várias vezes pressioná-lo. Entretanto, o ex-magistrado deu respostas simples e contundentes. Após a sessão, Renan foi bombardeado nas redes sociais. Muitos internautas debocharam do parlamentar fazer perguntas a um ex-juiz federal sendo que ele é alvo de 13 inquéritos que envolvem supostos atos de corrupção.

De acordo com Moro houve sensacionalismo nas divulgações dos diálogos. Ele disse que foi alvo de uma invasão criminosa e a Polícia Federal está investigando ataques contra instituições.

Renan Calheiros fez várias perguntas ao ministro. Eles quis saber se Moro fez homologações antes da Lei de 2013, se o ministro tinha apoiado as dez medidas contra a corrupção e o que achava sobre o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux. Vale ressaltar que Fux apareceu nos diálogos divulgados.

Moro respondeu simples e com contundência. O ministro afirmou que o ministro Luiz Fux era um “grande ministro”, como vários outros do tribunal. Sobre a homologação de delações antes da lei de 2013, o ex-magistrado afirmou que tomou decisões mediante previsão legal de outras leis sobre o tema. Sobre o pacote de dez medidas contra a corrupção que foi apresentado ao Congresso, o ministro comentou que não concordava com alguns termos.

Críticas

Renan foi alvo de várias críticas. Internautas lembraram dos 13 inquéritos no qual foi submetido. Além disso, acharam surpreendente um senador envolvido em supostos atos de corrupção estar interrogando Sérgio Moro. Um dos internautas chegou a dizer que ele deveria se preso e não ocupar uma cadeira no Senado.

Uma outra pessoa tuitou e disse que Renan Calheiros deveria ficar frente a frente com Moro só quando fosse para o ministro mandá-lo para a cadeia.

Em suma, vários meios de comunicação elogiaram as respostas do ex-magistrado. O ministro também foi elogiado por Bolsonaro, que deu nota 10 a ele. O general Augusto Heleno achou um absurdo Moro estar sendo alvo de críticas. Para o general, fizeram atos inquisitórios contra o ex-juiz federal.

No entanto, senadores petistas tentaram provocar o ministro. Chegaram a sugerir sua renúncia. Moro se mostrou calmo e preferiu não responder algumas perguntas, que, segundo ele, eram de ofensas.

Editor e redator do Brasil no Ato

Nasceu em 06 de julho de 1980.

Graduado em Administração de Empresas pela FSA (Fundação Santo André-SP).

Juliano é colaborador do site Blasting News e Blasting Pop e formado em SEO pelo Senac.

 

e-mail: julianocari@hotmail.com

Telefone: (11) 9 7506 4202

Comentários: 1

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *