Dodge
Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge

Dodge ataca acordo da Lava Jato e pede anulação ao Supremo

Raquel Dodge foi até o Supremo Tribunal Federal para pedir que o acordo entre a Petrobras e a Lava Jato seja cancelado. A procuradora atacou a fundação criada e gerida por procuradores. Conforme acordo, a Fundação da Lava Jato iria ter o repasse de mais de 1 bilhão de recursos oriundos da Petrobras. No entanto, o valor seria destinado para promover políticas sociais no combate à corrupção e lavagem de dinheiro.

A pedido de Dodge, o Supremo poderá declarar como nula a decisão da juíza Gabriela Hardt, da 13° Vara Federal de Curitiba. Hardt foi quem homologou o acordo. Nesta última terça-feira, 12, Dodge ajuizou ao Supremo uma arguição de descumprimento de preceito fundamental.

Dodge acredita que procuradores extrapolaram acordo

A procuradora-Geral da República acredita que os procuradores que assinaram o acordo, extrapolaram. Raquel cita que eles violaram preceitos básicos da constituição. Então, disse que não é possível um órgão de caráter público gerir recursos oriundos de uma instituição privada.

Ela também declara que o acordo entre os procuradores, os Estados Undos e a Petrobras não compete ao MPF. Pois, o Ministério Público não tem poder de gerir recursos.

O Supremo irá analisar o caso.

Redatora do Brasil no Ato

Nasceu em 03 de agosto de 1993.

Formada em Gestão Financeira pela Umesp (Universidade Metodista de São Paulo-SP).

Colaboradora no site Blasting News e Blasting Pop

Talita preza pela informação relevante e com qualidade.

 

email: talita.cari@hotmail.com

Telefone: (11) 9 8494 2499

Fonte:Folha
Comentários: 0

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *