doenças misteriosas
Sara Silva é um dos grandes desafios da ciência devido à doença misteriosa que a acomete e que, por enquanto, não há explicação científica

Pessoas revelam que têm doenças misteriosas e ‘detetives’ se empenham na descoberta

História de vida simplesmente enigmáticas. Pessoas acometidas por doenças misteriosas que, no entanto, ainda não trouxeram respostas médicas plausíveis. São detentoras de sintomas que na maioria das vezes, confundem muito os médicos. Além disso, trata-se de sintomas vistos como psicossomáticos que trouxeram, de certa forma, mais de um diagnóstico equivocado.

Especialistas ficaram confusos e chegaram a perder todas as esperanças. Ou melhor, quase todas! Um projeto financiado pelo governo dos Estados Unidos da América, denominado de “Rede de Doenças Não Diagnosticadas”, parece ter vindo para ficar.

A descoberta das doenças misteriosas

A cura de muitas doenças inexplicáveis pode estar próxima. O projeto norte-americano conta com doze centros clínicos , sendo que um desses está no Instituto Nacional de Saúde (NIH), em Bethesda, no estado de Maryland. Vale ressaltar que pesquisadores de toda essa rede de atendimento, contudo, buscam quaiquer pistas possíveis, como por exemplo, exames de imagem, genéticos, de bioquímica e clínicos.

 

Dentre as doenças misteriosas, está a paciente que mesmo sóbria, parece estar bêbada. Trata-se de Dee Reynolds, de 60 anos. Sua fala ficou lenta e ela começou a ziguezaguear quando caminhava, com equilíbrio bem precário. Porém, a rede de atendimento trouxe à tona a descoberta. Ela sofre de uma doença hereditária que ocorre, geralmente, ma infância.

Entretanto, outro caso pesquisado, refere-se à situação de Sara Silva, de 44 anos.  ela era maratonista, mas veio a sofrer com uma queimação nas mãos e pés, por meio de uma dor aguda. Sara não podia mais usar calçados.  Entretanto, ainda não há diagnósticos. Dentre esses dois caso supracitados, inúmeros outros chamam à atenção da ciência.

 

Diretor de Redação do Brasil no Ato

Nasceu em 11 de julho de 1979.

Graduado em Jornalismo pela Uscs (Universidade Municipal de São Caetano do Sul-SP).

Leandro atua na área da Comunicação Social e é idealizador do site Brasil no Ato.

Realiza trabalhos jornalísticos e de locução para empresas.

Dentre os cursos realizados, destaca-se o curso de Locutor Noticiarista de Televisão, pelo Senac.

Atua com o propósito de implementar um jornalismo sério, independente e com credibilidade.

 

E-mail: leandrocari@hotmail.com

Telefone: (11) 9 8747 0146

Fonte:UOL
Comentários: 0

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *