cuba
Bolsonaro, presidente eleito do Brasil

Cuba age rápido e orienta médicos a abandonarem programa imediatamente

O posicionamento do presidente eleito Jair Bolsonaro sobre o programa Mais Médicos, fez com que Cuba agisse rápido. Bolsonaro avaliou que os médicos cubanos devam faz o exame Revalida e se adequar as normas brasileiras para continuar. Além do mais, o presidente eleito lamentou sobre o caso em publicação no Twitter. Veja abaixo:

“Atualmente, Cuba fica com a maior parte do salário dos médicos cubanos e restringe a liberdade desses profissionais e de seus familiares. Eles estão se retirando do Mais Médicos por não aceitarem rever esta situação absurda que viola direitos humanos. Lamentável”, disse Bolsonaro.

O capitão reformado bateu de frente com Cuba. Então, Havana alegou que não irá aceitar as condições do próximo governo.

Decisão de Cuba chama atenção

Segundo informações do portal “O Antagonista”, a rapidez de Cuba chama atenção. Nesta última quarta-feira (14), profissionais que atuam na região norte e nordeste foram orientados a abandonar imediatamente o programa. Entretanto, o país vizinho decidiu nem esperar o término do mandato de Michel Temer.

Outro ponto levantado em Brasília sinaliza que a informação sobre o novo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, teria vazado. Conforme isso, o país ditador já estava preparado para o anúncio do novo ministro e estaria pronto para abandonar o programa, sem ao menos esperar a entrada oficial de Bolsonaro ao poder.

Redatora do Brasil no Ato

Nasceu em 03 de agosto de 1993.

Formada em Gestão Financeira pela Umesp (Universidade Metodista de São Paulo-SP).

Colaboradora no site Blasting News e Blasting Pop

Talita preza pela informação relevante e com qualidade.

 

email: talita.cari@hotmail.com

Telefone: (11) 9 8494 2499

Comentários: 0

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *