Atirador de Suzano tentou tirar a vida de um dos seus vizinho no dia do massacre à escola
Atirador de Suzano tentou matar vizinho antes de ir à escola

Atirador de Suzano planejava matar vizinho antes de ir à escola

Um dos atiradores de Suzano tinha um outro plano fatal antes de ir à escola Raul Brasil realizar o massacre. Segundo tese da polícia, os dois atiradores teriam combinado de matar desafetos antes de atacarem o colégio. Um dos desafetos de Guilherme Taucci Monteiro, 17 anos, era seu tio Jorge Antonio de Moraes, que o tinha mandado embora do serviço. Guilherme conseguiu matá-lo com três tiros nas costas. No entanto, o outro atirador, Luiz Henrique de Castro, felizmente, teve seu plano abortado.

Castro foi até a casa do seu vizinho, um eletricista de 25 anos. O ódio de Castro pelo vizinho era em decorrência dele intervir em uma briga onde Castro agredia o próprio pai. Ele chegou a bater em Castro e foi marcado para morrer, a partir daquele dia.

Em depoimento à Polícia Civil, e divulgado pelo site Notícias Ao Minuto, o eletricista disse que o pai do rapaz pedia para ele não gastar dinheiro à toa e nem fazer coisas erradas. Revoltado, Castro partiu para cima do seu pai e foi impedido pelo vizinho.

De acordo com o documento, Luiz Castro vivia com raiva do vizinho. Uma semana antes do massacre na escola, o eletricista cruzou com os assassinos no shopping. Eles apenas balançaram a cabeça quando o viram, num gesto negativo.

Na casa do vizinho

Conforme a matéria divulgada e as investigações em andamento, Luiz Henrique Castro chegou à casa do vizinho e começou a chamá-lo no portão. Contudo, o vizinho estava dormindo e não atendeu. Ele chegava a gritar chamando pelo eletricista. Segundo as investigações, Castro teria a intenção de matá-lo.

Castro decidiu ir embora ao pensar que não tinha ninguém na residência. Após saber do ocorrido, o eletricista ficou apavorado e percebeu que poderia ter morrido. Ele fez um boletim de ocorrência e foi embora dessa casa, com receio de que alguma outra pessoa pudesse aparecer para matá-lo.

Editor e redator do Brasil no Ato

Nasceu em 06 de julho de 1980.

Graduado em Administração de Empresas pela FSA (Fundação Santo André-SP).

Juliano é colaborador do site Blasting News e Blasting Pop e formado em SEO pelo Senac.

 

e-mail: julianocari@hotmail.com

Telefone: (11) 9 7506 4202

Comentários: 0

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *